casamento coral

Coral e Orquestra para Casamentos

ÁUDIOS | VÍDEOS
 
   
  HOME
home
  SOBRE O TOCCATA
sobre o toccata
  NA MÍDIA
sobre o toccata
  A ARTE DE CASAR
sobre o toccata
  MISSA DE NATAL
sobre o toccata
  TEMPLO DE SALOMÃO
sobre o toccata
  EVENTO ITATIBA
sobre o toccata
  CASAMENTOS
casamento
  RECEPÇÃO
recepcao
  CORPORATIVO
CORPORATIVO
  AGENDA
AGENDA
  DEPOIMENTOS
DICAS
  MÚSICAS - AUDIO
musicas
  MÚSICAS - VIDEO
videos
  IGREJAS
videos
  IGREJAS - REGRAS
videos
  TRABALHE CONOSCO
IGREJAS
  FALE CONOSCO
FALE CONOSCO
  LOCALIZAÇÃO

localizacao
videos
  AVE MARIA
videos
  CORO OU CORAL
videos
  HISTÓRIA DA MÚSICA CLÁSSICA
videos
  HISTÓRIA DA DA MPB E DA BOSSA NOVA
videos
  HISTÓRIA DO JAZZ
videos
  FRASES SOBRE MÚSICA
videos
  HISTÓRIA DO ROCK
videos
  MARCHA NUPCIAL
videos
  MÚSICA
videos
  MÚSICA SACRA
videos
  MÚSICOS
videos
  MÚSICA BRASIL COLONIAL
videos
  ORQUESTRA E INSTRUMENTOS
videos



  DICAS
videos
  ALIANÇA
videos
  BEM-CASADO
videos
  BODAS
videos
  CASAMENTO CIVIL
videos
  CASAMENTO RELIGIOSO
videos
  CASAMENTOS
videos
  DAMAS DE HONRA / PAJENS
videos
  FRASES PARA CONVITE DE CASAMENTO
videos
  HISTORIA DO VESTIDO DE NOIVA
videos
  JUIZ DE PAZ
videos
  LUA DE MEL
videos
  VESTIDO DE NOIVA
videos
 
  PARCEIROS
home
  Aluguel de Carros
home
  Assessoria para Casamento
home
  Buffet para Casamento
home
  Cabeleireiros
home
  Cerimonial para Casamento
home
  Convites para Casamento
home
  Decoração para Casamento
home
  Foto e Vídeo para Casamento
home
  Lua de Mel
home
  Música para Festa
home
  Sitio para Casamento
home
  Vestido de Noiva
home
 
você esta aqui: inicio - casamento civil
Casamento Civil


O casamento civil é um contrato entre o estado e duas pessoas tradicionalmente com o objectivo de constituir família. A definição exata varia historicamente e entre as culturas, mas na maioria dos países é uma união socialmente sancionada entre um homem e uma mulher (com ou sem filhos) mediante comunhão de vida e bens. Até ao século XIX o casamento era visto nas sociedades ocidentais (tal como acontece hoje em dia em muitos locais) meramente como um acordo comercial entre duas famílias sem que os dois intervenientes tivessem muito voto na matéria. O Romantismo veio alterar esta imagem e passou-se a existir o conceito de casar por amor. Até o século XX era comum que o casamento fosse visto como algo indissolúvel (embora pudesse ser anulado) não havendo reconhecimento legal do divórcio. É crescente o número de países que reconhecem aos casais homossexuais o acesso a este direito, mais um indício da dinâmica do significado, assim como existem outros mecanismos legais de protecção da família de forma menos restritiva como a União de Fato. Como contrato serve e serviu a diversa empreitadas, tais como manter concentração de bens com determinado grupo até a empreitadas sentimentais.

Quando se refere à celebração de cerimônia em igreja e ao reconhecimento da união pela comunidade religiosa, é chamado de casamento religioso ou matrimónio. A Igreja Católica não reconhece o divórcio nem casamentos civis realizados posteriormente, vedando o acesso à comunhão a quem estiver nesta situação.
As pessoas que se casaram entre si são comumente chamadas de cônjuges sendo identificados por marido e mulher ou esposo e esposa.

Juridicamente, a principal consequência do casamento é a situação dos bens passados, presentes e futuros dos cônjuges, que receberão tratamento diferenciado a partir do Regime de Bens adotado pelo casal. Independentemente do regime de bens o casamento civil tem também impacto em outras áreas como a herança, obrigação de apoio e responsabilidades perante filhos.

Casamento civil no Brasil
No dia 24 de janeiro de 1890 foi promulgado pelo Marechal Deodoro da Fonseca, Chefe do Governo Provisório da então República dos Estados Unidos do Brasil, o Decreto nº 181, instituindo o casamento civil no país.
No Brasil, o casamento é regulamentado pelo Código Civil. Ele é necessariamente monogâmico, e pode ser realizado entre um homem e uma mulher e entre pessoas do mesmo sexo; a idade mínima dos noivos é de 16 anos (casando entre 16 e 18 anos o menor automaticamente é emancipado). É um contrato bilateral e solene realizado entre as partes com o intuito de constituir família com uma completa comunhão de vida.

Regime de bens
No Brasil, os principais regimes de bens são:
▪    Comunhão total de bens - todos os bens, passados e futuros, pertencem igualmente a marido e esposa.
▪    Comunhão parcial de bens - todos os bens adquiridos após o casamento pertencem igualmente a marido e esposa, mantendo-se os bens adquiridos antes do casamento (ou então recebidos como herança, a qualquer tempo) como pertencentes somente ao seu proprietário original.
▪    Separação total de bens - não há compartilhamento de bens passados e futuros, sendo cada um dos nubentes titular único dos bens colocados em seu nome.
▪    Participação final dos aqüestos - é um sistema misto, pois enquanto durar o casamento, cada cônjuge tem a exclusiva administração de seu patrimônio pessoal. Após a dissolução da sociedade conjugal, apuram-se os bens de cada cônjuge cabendo a cada um metade dos adquiridos na constância do casamento.

Casamento civil com estrangeiros
O Artigo 7º da LICC diz que são passíveis de regulamentação pela lei brasileira os seguintes casamentos:
▪    Feitos entre brasileiros no Brasil.
▪    Feito entre brasileiro e estrangeiro no Brasil.
▪    Feito entre brasileiros fora do Brasil, ou feito entre brasileiro e estrangeiro fora do Brasil (ocasião em que devem ser feitos na sede do consulado brasileiro no país (Art. 18 da LICC).
O regime de bens, legal ou convencional, obedece à lei do país em que tiverem os nubentes domicílio, e, se for este diverso, à do primeiro domicílio conjugal.

 

Página(s) 1